Secretário alerta para nova variante do coronavírus na região da Grande Dourados

Durante a transmissão do boletim epidemiológico do coronavírus, na manhã desta quarta-feira (3), o secretário de Saúde Geraldo Resende confirmou o primeiro caso da nova variante do coronavírus em Mato Grosso do Sul.

A variante P1, identificada primeiramente em Manaus (AM), foi detectada em um paciente hospitalizado no município de Corumbá, vindo do Estado de origem da nova cepa. Ele ficou internado por vários dias em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e está em processo de recuperação.

Além desse caso, o responsável pela pasta da Saúde informou que encaminhou amostras aos laboratórios de São Paulo e Minas Gerais para fazer o sequenciamento genético e há indicativos de que a nova variante esteja presente em outros municípios, principalmente na região da Grande Dourados.

SIMP

Ainda durante a transmissão, foi confirmado o primeiro caso de Simp (Síndrome Muntissistêmica Inflamatória Pediátrica), associada à Covid-19, em Mato Grosso do Sul. O caso foi catalogado pelos critérios clínicos, epidemiológicos e laboratoriais do Ministério da Saúde. O paciente, um adolescente, morreu em outubro de 2020. Não foram divulgadas mais informações sobre o caso.

Situação do coronavírus em MS

No boletim publicado nesta manhã, foram confirmados mais 1.012 casos de coronavírus, totalizando 184.117 infectados, desses 171.355 são considerados recuperados e 8.727 estão em isolamento domiciliar.

Outros 661 pacientes estão hospitalizados, sendo 348 em leitos clínicos e 313 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), sendo 470 em unidades públicas e 191 na rede particular.

MS soma 3.374 óbitos, 24 registrados recentemente, dos seguintes municípios: Campo Grande (10), Dourados (3) e Costa Rica (2). Somam mais uma morte cada, Aparecida do Taboado, Corumbá, Dois Irmãos do Buriti, Iguatemi, Naviraí, Pedro Gomes, Ponta Porã, Sidrolândia e Três Lagoas.

Desde o início da pandemia, o Estado registrou 599.310 notificações, 408.674 foram descartadas e 676 amostras estão em análise no Lacen (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul). Outros 5.843 casos estão sem encerramento pelos municípios.

Teste 15