Mulher estaciona em vaga preferencial e é xingada por médico.

 

Na tarde desta quinta-feira (17), por volta das 17h, uma mulher de 39 anos, que possui deficiência auditiva, foi ameaçada e xingada por um médico, de 70 anos, após estacionar o veículo em uma vaga para deficientes em frente a Caixa Econômica Federal, na Avenida Weimar Gonçalves Torres, em Dourados.

Com os filhos dentro do veículo, ela foi surpreendida pelo homem, visivelmente alterado, que gritou para que tirasse o carro da vaga, xingando-a de vagabunda. Neste momento, a vítima disse que teria direito ao estacionamento em razão da sua condição, quando o autor retrucou, dizendo que era médico e poderia estacionar onde quisesse, conforme ocorrência.

A vítima ainda relatou à polícia, que ao dizer que era estudante de medicina, o autor desferiu mais xingamentos contra ela, dizendo que ela estaria vestida como uma vagabunda e com o carro cheio de machos.

Na delegacia, a mulher ainda afirmou que o homem disse que ela só poderia estar fazendo faculdade no Paraguai.

Diante dos gritos, um segurança e o gerente da agência foram ver o que estava ocorrendo e levaram a vítima para dentro do local, momento em que o autor a seguiu e continuou com as palavras de injúria. Logo após, ele saiu do estabelecimento e começou a fotografar o veículo.

A mulher relatou à polícia, que ele enfatizou que com as fotos seria mais fácil colocar fogo em todos eles, referindo-se aos filhos dela que estavam dentro do automóvel.

Após fotografar o agressor e a caminhonete que conduzia modelo Amarok, a vítima ligou para a polícia e foi orientada a comparecer na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) para registrar o boletim de ocorrência.

Fonte: Dourados News (www.douradosnews.com.br)

Teste 15